Vulcões do Atacama + Salar de Uyuni

Mais informações ao meu e-mail

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Copiar amigos (separar emails por vírgula)


Aceito receber notícias de futuras expedições, cursos ou viagens

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

 FALTAM

PARA A PRÓXIMA EXPEDIÇÃO

Sobre

Vulcão do Atacama + Salar Uyuni – 14 dias – USD 2.900 (desconto especial)

Data 2019 02/11/2019 a 15/11

Data 2020 01/11/2020 a 14/11

Vulcão Licancabur com Cerro Toco, Lascar mais atrações do Atacama e Sud Lipez na Bolívia

O roteiro Vulcões do Atacama + Salar de Uyuni reúne em uma única viagem o que há mais interessante entre San Pedro de Atacama no Norte do Chile e a região do Sud Lipez, no Sul da Bolívia, onde está o Salar de Uyuni. Trata-se de uma região desértica repleta de vulcões de grande altitude, salares, lagoas de cores diversas, natureza selvagem, muita história e arqueologia num roteiro fantástico, que une montanhismo com ecoturismo tradicional em um dos locais mais espetaculares do Chile, e com uma aventura 4×4 pela região mais selvagem da Bolívia andina.

O Vulcão Licancabur com 5.920m é um estratovulcão perfeitamente cônico quando observado desde lado chileno. Ele está dormente no momento e está há poucas horas de San Pedro de Atacama. O Licancabur está localizado na fronteira entre Chile e a Bolívia, porém o lado boliviano no entanto é muito mais acessível e é o lado que escolhemos para a nossa expedição. É uma montanha conhecidíssima pela sua história inca e possui uma grande ruína inca em sua base e no seu cume!

O Licancabur juntamente ao seu vizinho próximo, o vulcão Juriques, dominam a vista do salar de Atacama e de cidades vizinhas. Pode ser visto de 150 kms de distância!

A aclimatação do Licancabur é feita no Cerro Toco com 5.604m de altitude. Trata-se de uma das montanhas mais fáceis da região do Atacama, só perdendo para o vulcão Chagnator onde pode-se chegar ao cume de carro.

Das minas de enxofre até o cume é um trekking leve de aproximadamente duas horas, sem bifurcações o que significa uma ascensão bem óbvia até o cume da montanha. Pouco antes de chegar ao cume há um ponto estratégico para fotografar o Licancabur e o Juriques, que ficam somente 13km a norte – noroeste, bem próximos.

Apenas 22kms a norte nota-se o vulcão Laguna verde, 47kms a sul sempre com fumarolas nota-se o vulcão mais ativo do norte do Chile, Lascar. O ponto de partida da expedição é feito na cidade de San Pedro de Atacama a 2.300 metros de altitude.

Também faremos aclimatação no Vulcão Lascar de 5.592m de altitude. É o segundo vulcão mais ativo do Chile, localizado no deserto do Atacama. E todo o esforço será recompensado pois será incrível observar a sua gigantesca cratera com 750 metros de diâmetro e 300 metros de profundidade e uma bela vista do local.

Neste roteiro não deixaremos de lado points turísticos tradicionais da região, como o Geyser el Tatio, as Lagunas Altiplânicas, Vale Arcoiris, Vale da Lua, Pucará de Quitor e muito mais.

Em nosso roteiro também teremos o Salar do Uyuni! O maior deserto de sal do mundo e um passeio 4×4 pela remota região de Sud Lipez, com suas paisagens pitorescas e cultura ainda bastante preservada.

O roteiro Vulcões do Atacama + Salar de Uyuni é um roteiro destinado à pessoas que já fizeram trekking e desejam ter sua primeira experiência em altitude em montanhas de nível técnico fácil e dificuldade física média.

Requisitos para ingressar nesta expedição são:

  • Experiencia de trekking básica;
  • Estar saudável e apto para uma escalada de 9 horas;
  • Recomendamos a chegada em São Pedro do Atacama com duas noites (ou mais) de antecedência da expedição, para melhorar a aclimatação do corpo.

Itinerário

Vulcão Licancabur com Cerro Toco, Lascar e Salar Uyuni – 14 dias

Dia 1 – Dia de chegada em San Pedro de Atacama

Incluído: Transporte aeroporto e hotel.

Dia 2 – Passeio por Pucará de Quitor e Vale da Lua – 2500 metros.

Incluído: Café da manhã, Transporte passeio, hotel e guia.

Pela manhã vamos conhecer as ruínas de Pucará de Quitor, pertencentes a uma cultura pré inca, foram posteriormente anexadas ao império. Neste passeio vamos mergulhar nas origens da cultura atacamenha e conhecer um pouco da história da América pré colombiana.

O tour para o famoso Vale da Lua iniciará logo após a almoço. Onde vamos conhecer um pouco da geografia física do Atacama, com rochas dobradas, falhas geológicas e formas de relevo bizarras. Isto ajudará na aclimatação para o dia seguinte. Para este passeio aconselhamos que leve um litro e meio de água, protetor solar, gorro, uma blusa, uma calça, óculos escuro, um lanche, botas ou tênis.

Dia 3 – Geyser El Tatio e Laguna Cejar. 4300 metros

Incluído: Transporte, guia e hotel.

Localizado a 100 km de distância de San Pedro do Atacama, o Tatio é o terceiro maior Geyser do mundo. Em quéchua, a língua dos Incas, Tatio significa “O velho que chora”. São erupções de água termal que atingem mais de 10 metros de altura, são produzidas pelo calor gerados pelos vulcões da Cordilheira dos Andes. O sítio fica a 4300 metros de altitude e conta com 40 geysers, 60 termas e 70 fumarolas. Nosso dia começa cedo, com transporte por Van saindo do Hotel às 4:30 da manhã, pois o espetáculo das águas termais começa às 6 da manhã. Prepare-se para o frio!

Voltaremos para San Pedro às 13 horas e após o almoço o transporte nos levará para relaxar na Laguna Cejar, à 30 km. De tarde faz calor na região de San Pedro, e nada melhor que nadar numa lagoa paradisíaca. A Laguna Cejar, diferente das demais, é salgada e densa, lá você terá dificuldade de afundar, como no Mar Morto em Israel. Não esqueça de levar roupa de banho!

Dia 4 – Passeio por Lagunas Altiplânicas – 4900m 

Incluído: Transporte, café da manhã, guia e hotel.

O passeio das Lagunas (Lagoas) Altiplânicas é um dos principais tours a se fazer no Atacama. Ele parte cedinho de San Pedro de Atacama e tem como objetivo visitar as Lagoas Miscanti e Miñiques, além do Salar de Atacama e da Lagoa Chaxa.

Dia 5 – Escalada ao Cerro Toco – 5.604m

Incluído: Transporte, café da manhã, guia e hotel.

Saindo de San Pedro de Atacama as 07:30 da manhã, teremos 1 hora e meia de estrada até os 4.500m de altitude, onde serviremos o café da manhã. Depois vamos dirigir até os 5.000m de altitude onde começa o trekking de 4 horas até o cume do Toco. Voltaremos para dormir aproximadamente as 03:00 da tarde em San Pedro de Atacama.

Dia 6 – Valle de Arcoiris

Incluído: Transporte, café da manhã, guia e hotel.

Descansaremos pela manhã e após o almoço vamos passear pelo Valle de Arcoiris (respeitando a grafia local), um vale com formações rochosas espetaculares onde observaremos as formações geológicas coloridas que dão nome ao local. O vale foi habitado na pré história e por isso há muitos sítios arqueológicos com petróglifos. Será um passeio leve, pois precisamos nos recuperar para o próximo dia.

Dia 7 -Escalada ao Vulcão Lascar – 5.592 m

Incluído: Transporte, guia e hotel.

O Lascar é um vulcão ativo localizado no Deserto do Atacama, com 5.592m de altitude. Ainda tem uma fumarola que podemos ver saindo da cratera – cratera essa nada modesta, com seus 750 metros de diâmetro e 300 metros de profundidade.

Dia 8 – Saída com destino a Fronteira com a Bolívia (Huayllajara)

Incluído: Hospedagem em refúgio, alimentação e transporte.

Saída do hotel em San Pedro de Atacama, são cerca de 50 km para a passagem de fronteira. Uma vez que  chegamos ao Hito Cajon (fronteira com a Bolívia) mudamos o transporte para 4×4 para começar o tour.

Vamos ingressar no Parque Nacional Eduardo Avaroa para visitar a Laguna Blanca, Laguna Verde, Desierto de Salvador Dalí, Piscina termal, Geyser Sol de Mañana y Laguna Colorada. Vamos chegar a Huayllajara onde vamos passar a noite em um refúgio.

Dia 9 – Huayllajara – Hotel de Sal

Incluído: Hospedagem em refúgio, alimentação e transporte.

Neste passeio vamos conhecer: Desierto de Siloli, Árbol de Piedra, Lagunas Altiplánicas (Honda, Hedionda, Cañapa y Chearcota), Salar de Chiguana, San Juan, Puerto Chuvica, e chegaremos ao Hotel de Sal.

Dia 10 –  Salar do Uyuni, Ojos del Salar – Villamar

Incluído: Hospedagem em refúgio, alimentação e transporte.

Vamos sair cedo e visitaremos: Isla Incahuasi, Museo de sal, Ojos del Salar, Colchani, Cementerio de trenes. A tarde por volta das 15:00 – Chegada a Uyuni (Terminando o tour de 3 dias e 2 noites).

As 17:00 – Retorno à fronteira / Chegada a Villamar.

Dia 11 – Saída de Villamar / Laguna Verde – 4.400m

Incluído: Hotel, café da manhã e transporte.

Saída de Villamar com previsão de chegada às 13:00 no Hotel em Laguna Verde, base para escalada no Licancabur.

Dia 12 – Cume do Licancabur – 5.917m

Incluído: Café da manhã, transporte 4x4 e guia

Começaremos o dia bem cedo, 4:00 da manhã! Depois do café da manhã o nosso veículo 4×4 nos levará até a base da montanha onde começamos a caminhada. Tenha em mente que vamos ter 6 a 9 horas de caminhada até o cume devido à grande altitude. Geralmente, voltamos para San Pedro por volta das 17:00 da tarde.

Dia 13 – Dia extra

Incluído: A ver.

Dia 14 – Dia de retorno ao Brasil

Incluído: transporte para o Aeroporto.

Você será levado ao aeroporto 3 horas antes do seu vôo.

** O itinerário disponível aqui está sujeito à mudanças devido à condições climáticas, performance do grupo ou mudanças políticas/administrativas do local em questão.

Todos os clientes GentedeMontanha tem desconto na Loja Alta Montanha. Trata-se da loja virtual com mais variedade de equipamentos de montanha no Brasil. O desconto só é validado para clientes ou ex-clientes do GentedeMontanha. O desconto aparece automaticamente quando o cadastro for feito usando o mesmo email que nós temos no seu cadastro. Caso seu desconto não apareça por favor informe o nosso atendimento. Se você é um cliente novo, o seu desconto será validado à partir do início do pagamento.

A Loja AltaMontanha possui atendimento especializado via whatsapp, chat ou presencial, onde funcionários altamente capacitados e experientes te auxiliarão com uma consultoria para aquisição do equipamento ideal para sua necessidade.

O equipamento é uma das partes essenciais para o sucesso de uma expedição. Siga esta lista rigorosamente e nos informe qualquer dúvida. O equipamento será checado pelo guia logo após a sua chegada. Veja a lista por partes:

 

Cabeça
  • Gorro

    Gorro de lã ou polartec é muito útil nos dias frios

    Quantidade: 1
    Comprar
  • Óculos para montanha

    Categoria 3 ou 4 – com proteção lateral ou que cubra todo o rosto.

    Aprenda a escolher um óculos de montanha para comprar.

    Quantidade: 1
    Comprar
  • Lanterna de Cabeça

    Lanterna de LED ou foco, à pilhas. Preferencia para lanternas com mais de 120 lumens.

    Quantidade: 1
    Comprar
  • Protetor labial e solar

    Precisamos um protetor de pelo menos FPS 30. Pode ser comprado em qualquer farmácia local.

    Quantidade: 1
Tronco
Mãos
  • Aquecedor Químico

    Estes são aquecedores químicos que à vista lembram um saco de chá. Eles contém um pó químico que aquece em contato com o oxigênio. Usamos um dentro de cada mitom para aquecer as mãos no dia do cume.

    Quantidade: OPCIONAL
    Comprar
  • Luvas de segunda camada

    Luvas leves de fleece ou polartec para dias frios ou com vento

    Quantidade: 1 Par
    Comprar
  • Mitons

    Espaçosos mitons de pluma ou fibra sintética para serem usadas no dia do cume.

    Quantidade: OPCIONAL
    Comprar
Pernas
Pés
  • Bota de caminhada

    Botas de caminhada de qualidade e em bom estado. Devem ser à prova d’água e de preferência, já amaciadas.

    Para ver botas unisex clique em “Comprar”. Para ver opções de botas femininas, clique aqui.

    Leia artigo que explica como comprar uma bota de trekking.

    Quantidade: Ou tênis
    Comprar
  • Botas duplas ou simples

    Botas plásticas como Koflach Exped, Koflach Vertical, Asolo Ottomilla, Asolo AFS, Trezetta, Scarpa Vega, Scarpa Inferno. Botas não plásticas como a La Sportiva Baruntse, Olympus Mons ou Spantik. Botas de couro ou de parede simples como La Sportiva Nepal XT, EVO, Batura ou Boreal Latok.

    Todos os modelos acima podem ser usados.

    Por gentileza nos informar quando calçar fora do padrão (maior que nº45/ menor que nº 34)

    Quantidade: OPCIONAL (botas semi-rígidas)
  • Crocs ou chinelo

    Par de crocs, chinelos ou sandálias para descansar os pés enquanto estamos na base.

    Quantidade: 1 par
    Comprar
  • Meias de Trekking

    Há vários tipos de meias de trekking. Elas são muito importante para não dar bolhas nos pés.

    Leia o artigo no AltaMontanha e veja qual meia de trekking comprar.

    Quantidade: 1 par
    Comprar
  • Meias grossas de expedição

    Meias que só serão usadas no dia do cume.

    Quantidade: OPCIONAL
    Comprar
Diversos
  • Bastão de Trekking

    Ele dá mais estabilidade em terreno solto, em gelo duro ou mesmo em neve.

    Veja qual bastão de trekking comprar em artigo do AltaMontanha.

    Quantidade: 1 ou par
    Comprar
  • Kit higiene pessoal

    Sabão, escova de dentes, pente, toalha, etc

    Quantidade: 1
  • Garrafa para água

    Garrafas de um polímero duro e boca larga. Existem os camelbacks mas dependendo da altitude o cano congela e tem que ter cuidado para o manuseio, para não deixar vazar. Mas são ótimo para hidratação sem precisar parar.

    Quantidade: 2 litros
    Comprar
  • Medicamentos para altitude

    Os guias do GentedeMontanha.com já contam com complexos kits de primeiros socorros, no entanto seria ótimo que cada um conte as drogas mais básicas durante a expedição.

    Em montanhas de altitude precisamos que você tenha além de qualquer medicamento pessoal, uma cartela dos seguintes medicamentos:

    Ibuprofeno – É o único anti-inflamatório capaz de combater a dor de cabeça de altitude
    Loperamida – controle de diarréia

    Leia mais aqui sobre medicamentos

    Quantidade: Kit
  • Mochila pequena

    Mochila de 25 a 35 litros para a água e objetos pessoais

    Quantidade: De pelo menos 35 litros
    Comprar

Perguntas frequentes

Quanto vou gastar de extras nesta expedição?

Além do gasto da expedição, você tem o vôo, alimentação (almoços e jantares) em San Pedro de Atacama, custo com aluguel de algum equipamento, entre outros.

Recomendamos você levar cerca de U$  600 para estas despesas. Dependendo do seu interesse com gastos como souvenirs. O Chile tem um custo um pouco caro.

Qual é a moeda que devo levar para troca?

Sem dúvida a melhor moeda é o dólar. Não leve notas velhas e amassadas, pois as casas de câmbio de San Pedro não aceitam. O real também é aceito, mas com desvalorização.

Posso pagar os custos extras com cartão de crédito?

No Chile o cartão de crédito é aceito sem problemas. No entanto fique atento com seu limite. Não esqueça de liberar o cartão pra uso no exterior antes de sair de viagem e não esqueça que para qualquer compra é necessário pagar IOF.

Quanto equipamento vou ter que carregar? Será que eu consigo?

Você não vai precisar carregar mais que 8kg carregando a sua mochila nas montanhas!

Os demais passeios serão com transporte e você vai carregar somente o necessário para passar o dia!

Todo o equipamento de grupo vai ser adquirido, montado, limpo e carregado pelos guias e carregadores. Você não vai ter que carregar nenhum destes. Na ida ao último acampamento, você vai estar carregando seu saco de dormir, crampons, roupas e alguns itens menores. Se você achar que não vai conseguir carregar o equipamento, pode facilmente contratar um carregador. Este deve ser pedido com antecedência.

Tenho como alugar equipamentos em San Pedro de Atacama?

Infelizmente não há como alugar e nem comprar equipamentos em San Pedro de Atacama.

Tenho que carregar barraca e fogareiro?

Todos os equipamentos grupo é comprado, carregado, limpos e montados por nossos guias e carregadores, você não precisa se preocupar com isso.

Há comunicação na montanha?

Sim! Em qualquer momento você pode mandar um recado para a base usando o rádio VHF do guia. Além disso você pode fazer ligações internacionais e usar internet no acampamento-base do Aconcágua. As ligações custam U$3 por minuto. A comunicação satelital (internet e telefone) no entanto está sujeita à cortes temporários devido mudanças no tempo. Durante toda a expedição atualizaremos diariamente a nossa página de Facebook via SPOT satelital.

Qual é o nível de dificuldade das montanhas deste roteiro?

As montanhas deste roteiro são tecnicamente fáceis. Ou seja, você não usará as mãos para escalar e chegará ao cume das montanhas caminhando. No entanto a altitude e o desnível impõem uma dificuldade física grande e ficará ainda mais difícil se você estiver mal fisicamente. Um bom preparo físico é fundamental para seu sucesso.

Tem como vocês avisarem a minha família sobre como estou?

Claro! Melhor ainda! Nós temos um Blog que é atualizado todo dia! Sempre postamos fotos e textos do andamento da expedição. Por favor visite a nossa página de Facebook e confira a quantidade de posts.

Também estaremos com um rastreador pessoal do Brasil Spot para que possam acompanhar a sua localização.

Tenho que dividir barracas com alguém?

Sim, se formos utilizar barracas, elas são divididas por 2 pessoas e isso é previamente acertado. Dividir uma barraca com alguém cria um vínculo de parceria essencial para sobreviver e se dar bem nesses ambientes hostis que são as montanhas.

Posso carregar a bateria da minha câmera ou MP3 na montanha?

Apenas no Hotel.

E se eu abandonar ou desistir da expedição?

Se você desistir da expedição enquanto você ainda está no Brasil é possível recuperar parte do seu investimento. Entre em contato para saber mais.

Se você desistir da expedição em San Pedro de Atacama, antes de ir à montanha, você pode continuar usufruindo dos serviços que lhe oferecemos, como transporte e hotel. No entanto não podemos devolver o dinheiro que você investiu pois toda a logística já vai estar contratada.

Se você desistir durante a expedição, você vai ter que arcar com os custos de transporte e estadia individuais. Todo aquele que deixar a expedição por motivos pessoais ou de saúde, deve arcar com os custos. No entanto você pode continuar na montanha e permanecer na base esperando o resto da expedição descer se a quantidade de dias que você permaneceu ali estiver de acordo com o que diz no itinerário programado.

Se você desistir durante o ataque ao cume você jamais vai ter que descer sozinho. Geralmente coordenamos a sua descida com mais pessoas de nossa expedição ou também de expedições conhecidas. Incluímos mais guias de acordo com o tamanho do nosso grupo.

Qual é a filosofia do Gente de Montanha?

Aceitamos mulheres e homens de qualquer idade, experiência ou ambição. Pedimos aos membros das nossas expedições que tenham paciência, respeitem as decisões do líder e que jamais subam ou desçam sozinhos sem a aprovação do líder.

Lembre-se que você não vai estar pagando uma empresa para levar você para um cume. Você está pagando profissionais do montanhismo com anos de experiência para conduzir você na subida de uma montanha e descer da forma mais segura possível. Por isso sempre focamos muito na aclimatação e segurança.

Nosso roteiro pode parecer mais lento que o de outras empresas, isso é devido à segurança que isso proporciona e também à sua maior chance de atingir o cume.

Que tipo de treinamento preciso para este roteiro?

O melhor treinamento é fazer trilhas e acampar. Se você não tem tempo para estas atividades, recomendamos corridas e treinos funcionais. É muito importante estar em boa forma física.

Qual experiência e necessária para o Licancabur?

É necessário já ter realizado trekkings e ascensões em montanhas brasileiras. O ideal seria que a pessoa já tivesse realizado uma travessia do tipo Serra Fina e ascensões em montanha como Agulhas Negras e Pico Paraná.

Como é o clima na Montanha e em San Pedro de Atacama?

O Clima do Atacama é desértico. Em San Pedro faz calor no verão, mas nas montanhas faz frio. Durante a noite em San Pedro a temperatura é parecida com a de São Paulo numa noite de inverno. Na montanha à noite, sempre tem temperaturas negativas.

Se estiver com uma dieta especial ou restrição alimentar?

Por gentileza nos avisar com antecedência sobre qualquer especificação de dieta ou restrição alimentar que tenha e também informar os nossos guias.

Quem cozinha no acampamento base do Licancabur?

O acampamento base do Licancabur é um hotel simples. Lá cozinheiras bolivianas serão responsáveis pela alimentação.

Tenho que levar comida liofilizada?

Não precisa

Existe água durante a aproximação?

Será necessário levar água da cidade para ser consumida na montanha.

E se eu tiver um problema de saúde?

Nosso líder  tem vasta experiência em lidar com situações da sua saúde na montanha e pode resolver a maioria dos problemas que podem encontrar.

E se eu precisar de um resgate?

Nossos guias farão o resgate com os veículos 4×4 de forma rápida e eficiente

Você recomenda algum seguro?

Para quem ainda não contratou o seguro – este ano tivemos algumas alterações em relação aos seguros que recomendávamos como o World Nomads (que agora somente cobre trekking até 6000 metros de altitude)​, depois estávamos recomendando a contratação do seguro do Clube Alpino Francês, mas sabemos da dificuldade em obter este seguro, pois tem que se filiar ao Clube!

Venho recomendar que vejam a opção do Seguro – https://globalrescue.com/ ​pois informaram que cobrem até resgate no Aconcágua. Caso não tenham contrato indicamos realizar a contratação do seguro do Global Rescue​ + um seguro de viagem como os que existem em cartão de crédito que cobrem assistência médica e viagem como em caso de extravio de bagagem!​

Você recomenda o uso de Diamox?

Para a Puna do Atacama não recomendamos. Em altitudes extremas, como os Himalaias ou Karakorum nós recomendamos o uso Acetilzolamide ou Diamox. Esta droga parece realmente trabalhar durante o período de aclimatação, aumentando a taxa de respiração durante a noite (e reduz os níveis de CO2), é um diurético que elimina o sódio para fora do seu organismo. No entanto nas montanhas dos Andes, por ser um clima muito seco tomar um diurético: como o Diamox pode diminuir a sua capacidade de aclimatação.

O guia fala português?

O nosso líder é argentino, mas compreende o Português e fala fluente Inglês e Espanhol. Por favor, verifique as informações da nossa equipe para saber mais sobre as habilidades de comunicação dos nossos guias.

Qual a porcentagem dos cliente que chegam no cume?

Depende de vários fatores, experiências, condicionamento, fator psicológico. Mas geralmente cerca de 98% dos nossos clientes ao cume.

Como vamos no banheiro na montanha?

Não. Apenas nos hoteis.

E se eu quiser alugar equipamentos?

Não há esta opção no Chile. Veja conosco se podemos te ajudar caso não queira comprar algum equipamento.

Qual a temperatura do saco de dormir para o acampamento base do Licancabur?

Recomendamos que você traga um bom saco de dormir com temperatura de conforto de -5. Observe que há 2 tipos de temperaturas mostradas na maioria dos sacos de dormir. indicamos a “temperatura de conforto”.

Preciso de um visto de entrada para ir para o Chile e Bolívia?

Para os brasileiros não é necessário visto para entrar no Chile, poderá utilizar o passaporte ou documento de identidade. Não é aceito CNH, apenas RG com menos de 10 anos da data de emissão.

Veja algumas imagens de Pedro Hauck:
Veja alguns links sobre Pedro Hauck:

Pedro Hauck

Fundador, guia de expedições e instrutor de rocha

Atleta apoiado pelas seguintes marcas:

hard

Pedro Hauck é geógrafo, mestre em Geografia Física e montanhista há 21 anos. Ele já ministrou diversos cursos de escalada para o Ginásio 90 Graus de São Paulo e para o CPM (Curitiba-PR), além de cursos personalizados, ensinando centenas de pessoas a escalar. Ele é profissional certificado pela Associação de Guias, Instrutores e Profissionais de Escalada do Estado do Rio de Janeiro - AGUIPERJ (Credencial 113/18-I). Pedro é hoje um dos alpinistas mais experientes do país. Só nos Andes ele conta com mais de 80 cumes em montanhas acima dos 5 mil metros de altitude e já escalou em países como Argentina, Uruguai, Chile, Bolívia, Peru, Estados Unidos, França, Suíça e Nepal.

Ele é colunista e editor do Site AltaMontanha.com, um dos principais meio de comunicação do montanhismo em língua portuguesa, sendo um dos montanhistas que mais colaborou com a divulgou de conhecimento do montanhismo.

Participou voluntariamente da organização do montanhismo brasileiro. Tendo atuado como diretor de escalada do Clube Paranaense de Montanhismo, assim como da Federação Paranaense de Montanhismo e Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada.

Já participou de uma dezena de expedições à montanhas andinas, tendo alcançado cume em cerca de 85 montanhas de altitude. Em setembro de 2014 Pedro concluiu a escalada de todas as montanhas com mais de 6000 metros de altitude na Bolívia. Trata-se de 14 montanhas, muitas delas técnicas. Pedro concluiu o projeto sem apoio e sem ajuda de terceiros. Em 2018, na comemoração de seu vigésimo ano dedicado ao montanhismo ele escalou o Manaslu, a oitava montanha mais alta do mundo com 8163 metros no Nepal. Trata-se de um dos alpinistas de altitude mais experientes do país. Em pelo menos uma dezenas de cumes, Pedro foi o primeiro brasileiro a alcançá-los.

Ele possui ampla experiência em escalada em rocha no Brasil, já tendo escalado em diversos Estados, desde o Rio Grande do Sul até o Nordeste.

Premiações

Mosquetão de Ouro 2017: Em 2016, o montanhista Pedro Hauck liderou a expedição à montanha mais alta dos Andes ainda inédita a brasileiros, o Cerro Bonete Chico (6759m) e com ela também se tornou o primeiro brasileiro a escalar as 5 montanhas mais altas dos Andes. Em 2016 ele alcançou o cume de pelo menos 7 montanhas nunca escaladas por brasileiros e acumulou 20 ascensões a montanhas nos Andes. Com estas montanhas, Pedro chegou a 85 cumes em montanhas andinas, destas 46 montanhas diferentes acimas de 6 mil metros. A maior parte destas expedições foram feitas com recursos próprios, de maneira autônoma e independente.

Mosquetão de Ouro 2015: Pedro Hauck e Maximo Kausch, que moram em Curitiba PR, levaram o prêmio por terem finalizado em 2014 a escalada de todas as montanhas acima de 6 mil metros na Bolívia.

Projeto de destaque em 2014: A Mount Everest Foundation escolheu o projeto de Maximo Kausch e financiou a etapa de exploração de montanhas virgens com mais de 5000 metros de altitude.

Mais sobre Pedro Hauck

Página de Wikipedia do Pedro Hauck

Fanpage no Facebook

Página de Instagram

Site Pessoal

Coluna no site da Go Outside

Curriculum de montanha de Pedro Hauck

Mapa

Custo

O investimento total da expedição é de USD 2.900 (desconto especial)

* Para pagamento parcelado no cartão de crédito ou depósito > USD 3.200

* Confira as condições de pagamento para obter o desconto especial

* Consulte a nossa política de cancelamento

*mínimo 4 pessoas para fechar a Expedição

O que está incluído:

  • Líder brasileiro GentedeMontanha durante todo o trekking / ou Guia local parceiro Gente de Montanha
  • Guia assistente dependendo do número de participantes
  • Veículo 4×4 preparado para a região com todos os meios de resgate
  • Telefone satelital para emergências
  • Guia e transporte para os passeios mencionados
  • Entrada nos passeios mencionados
  • Transporte 4×4 em todas as aproximações
  • Uso de kit de primeiros socorros em todos os acampamentos
  • Noites de hotel e refeições em San Pedro de Atacama
  • Café da manhã, lanche de trilha, janta e água tratada em todas as montanhas

O que não está incluído:

  • Equipamento pessoal (veja a aba de equipamentos)
  • Devolução de dinheiro em caso de abandono ou problema médico
  • Seguro de viagem internacional
  • Reembolso em caso de perca de equipamento por roubo ou fenômenos climáticos
  • Vôos de/para San Pedro de Atacama

Opcionais

Requisitos

Os requisitos para que você possa participar desta expedição são:

  • Seguro internacional de viagem
  • Atestado médico de boa saúde física e apto para uma caminhada de oito horas
  • Experiência básica em Trekkings longos e de preferência em altitude
  • Um bom treinamento cárdio-vascular
  • Ter a documentação em ordem para sair do Chile e entrar na Bolívia
  • Vontade de se divertir
  • Assinar a ficha médica e de inscrição
  • Ler todas as informações disponíveis no website
  • Durante todos os passeios antes do Licancabur servirá para sua aclimatação
Dificuldade do trekking: Fácil

_

Preparação Cárdio-vascular: Razoável

_

Parcerias

Fale por Whatsapp!
Powered by