Montanhas Incas – Llullaillaco e Quewar

Mais informações ao meu e-mail

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Copiar amigos (separar emails por vírgula)


Aceito receber notícias de futuras expedições, cursos ou viagens

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

 FALTAM

PARA A PRÓXIMA EXPEDIÇÃO

Sobre

Montanhas Incas – Llullaillaco, Quewar, Tuzgle e Vulcão San Gerónimo –  17 dias – U$ 5.800

Data 2020: 09/03/2020 a 26/03/2020 

O Norte argentino é uma região repleta de vulcões ainda pouco conhecidos, mas de grande beleza e cheia de histórias. A Puna do Atacama, como é chamada esta região natural, é a continuação do altiplano boliviano e é marcada por ser um deserto a 4 mil metros de altitude repleto de salares e paisagens pitorescas.

Vulcão Llullaillaco após uma nevasca.

Por mais que seja muito difícil, esta região era atravessada pelos Incas há mais de 500 anos através de caminhos que uniam a região de Mendoza (hoje Argentina) e Cuzco no Peru. Pela Puna circulavam riquezas do império, ouro e outros minerais que eram extraído do deserto e também alimentos que chegavam das regiões mais úmidas do Tawantisuyo, como era o nome do país dos Incas.

Com a colonização, o império se desfez e antes mesmo do homem branco chegar à Puna, os caminhos já estavam abandonados, de forma que pouco se sabe sobre eles e também sobre outras atividades incaicas na região. Desde o começo da colonização espanhola sabia-se da existência de artefatos incas em montanhas, mas pouca atenção foi dada a estes fatos.

Foi apenas na década de 1950, com a descoberta de uma múmia inca no cume de uma montanha de 5 mil metros no Nevado Plomo (Chile), que começou-se a falar que os Incas subiam montanhas. Na mesma década, em 1953, o Llullaillaco foi escalado pela primeira vez e logo nesta primeira ascensão foi registrado a descoberta de artefatos incaicos. Será que os Incas haviam escalado uma montanha de 6 mil metros? Ou melhor, a sétima mais alta dos Andes?

Esta dúvida pairou com décadas, até que em 1999, uma expedição patrocinada pela National Geographic realizou uma escavação em ruínas próximas ao cume da montanha e lá encontrou 3 crianças perfeitamente mumificadas e ornamentadas com um enxoval funerário com peças em perfeito estado de preservação. Os Incas não somente escalaram o Llullaillaco, como realizavam rituais no cume!

Os chamados “niños del Llullaillaco”, crianças mumificadas que foram encontradas no cume da montanha.

Hoje sabe-se que os Incas escalavam montanhas com frequência, tendo escalado todas ou quase todas montanhas de destaque no norte argentino e chileno. Em muitas montanhas até hoje há ruínas impressionantes e a maior de todas é a ruína do Nevado Quewar, que segundo arqueólogos se trata de um “Ushnu”, uma construção que simboliza o poder incaico.

:: LEIA MAIS – ANTES DOS PRIMEIROS, O MONTANHISMO DOS INCAS POR PEDRO HAUCK

Nesta expedição escalaremos 4 montanhas, sendo 2 com mais de 6 mil metros, Vulcão Llullaillaco (6730 metros) e Quewar (6150 metros), uma montanha com 5 mil metros, Tuzgle (5530 metros) e o Vulcão San Gerônimo (4963 metros).

O roteiro começa e termina na cidade de Salta no norte argentino, uma bela cidade colonial que é a sede do Museu de Arqueologia de Alta Montanha, que visitaremos antes de subir a Puna do Atacama. Passaremos pela cidade de San Antonio de los Cobres, tida como uma das mais áridas do mundo e que em nada se assemelha a uma cidade argentina, pois sua população é descendente dos Incas que povoaram a região por séculos. Também passaremos pela comunidade de Tolar Grande e faremos uma emersão na paisagem e cultura da Puna do Atacama.

Este é um roteiro destinado a montanhistas experientes que já fizeram uma montanha de 6 mil metros. Por conta da série de ascensões que realizaremos, é ideal para quem deseja ampliar suas experiências em ascensões em alta montanha e que esteja preparado fisicamente para aguentar os desafios de uma expedição prolongada.

Trata-se de uma aventura em todos os sentidos, tanto pelo desafio físico como pela descoberta de um mundo novo em uma paisagem até hoje pouco conhecida e muito distante dos holofotes.

Continue lendo as informações disponíveis em nosso site. Caso seja necessário entre em contato conosco.

Itinerário

Montanhas Incas – Llullaillaco, Quewar, Tuzgle e Vulcão San Geronimo –  17 dias

Dia 1 – Chegada em Salta – 1200m
Dia reservado para chegada na histórica cidade de Salta na Argentina. Te recepcionaremos no aeroporto e te levaremos ao hotel.
Caso chegue antes, sinta-se livre para passear pela cidade e conhecer seu centro histórico e igrejas. A noite vamos fazer a revisão dos equipamentos e deixar tudo pronto para a saída. Incluído: Hotel e transfer aeroporto.
Dia 2 – Visita ao Museu de Arqueologia de Alta Montaña de Salta e deslocamento para San Antonio de los Cobres 3770m
Após o café da manhã, vamos conhecer o Museu de Arqueologia de Alta Montanha de Salta (MAAM), onde teremos contato com uma das múmias incas encontrada no Vulcão Llullaillaco. Também vamos conhecer o enxoval funerário que foi encontrado junto com as crianças e mais sobre a história dos Incas, do Llullaillaco e da região da Puna do Atacama. Após o almoço vamos para a cidade de San Antonio de los Cobres, onde daremos início ao processo de aclimatação. Incluído: Café da Manhã, traslados e hotel em San Antonio de los Cobres.
Dia 3 San Antonio de los Cobres – Aclimatação no Vulcão San Gerónimo – San Antonio de los Cobres 4963m
Neste dia realizaremos uma ascensão no vulcão San Gerónimo de 4963 metros de altitude. Voltaremos a dormir em pousada em San Antonio de los Cobres. Incluído: Café da manhã, traslados e guia na montanha.
Dia 4 – Escalada ao Vulcão Tuzgle – 5550m
Neste dia acordaremos bem cedo para escalar o vulcão Tuzgle. Apesar de sua imponência, é uma ascensão sem complicações técnicas. Expectativa de retornar em San Antonio de los Cobres no fim da tarde. Café da manhã, traslados e guia na montanha.
Dia 5 – San Antonio de los Cobres – Santa Rosa de los Pastos Grandes – C1 Quewar – 4550m
Pela manhã realizaremos o traslado de San Antonio de los Cobres até a vila de Santa Rosa de los Pastos Grandes. Ali começaremos nossa ascensão ao Vulcão. Quewar. Neste dia caminharemos  de 4/5 horas de acordo com nossa aclimatação e passaremos a noite acampados em Laguna Seca a 4.550 metros. Incluído: Café da manhã, traslado, guia, lanche de trilha, jantar.
Dia 6 – Acampamento las Pircas – 5450m
Neste dia continuaremos nossa caminhada de aclimatação por um vale esverdeado repleto de cachoeiras, um verdadeiro oásis na Puna. O verde dá espaço à estepe assim que a água se escasseia e neste local vamos montar nosso acampamento a 5450 metros de altitude. Incluído: Café da manhã, lanche de trilha, jantar e guia.
Dia 7 – Cume do Quewar – 6150m
Acordaremos bem cedo para tentar cume no Quewar. Serão cerca de 7 horas de ascenso por um terreno sem grandes dificuldades técnicas, mas grande esforço físico. Se tudo der certo vamos conhecer as ruínas incas que ficam no ante cume deste incrível montanha. Após atingir o cume vamos regressar até Laguna Seca, onde realizaremos o pernoite acampados. Incluído: Café da manhã, lanche de trilha, jantar e guia.
Dia 8 – Tolar Grande – 3500m
Voltaremos aos carros para dirigir até Tolar Grande. A estrada é um atrativo a parte, ela atravessa um deserto cheio de monumentos geológicos que rende boas fotos. No fim da tarde chegaremos na vila de Tolar Grande, um pequeno lugar que traduz bem o que é a Puna do Atacama com suas casinhas de adobe, ruas de terra e paisagem lunar. Incluído: Café da manhã, box lanche e jantar.
Dia 9 – Campo base do Llullaillaco – 4700m
Em veículos 4×4 vamos nos aproximar do campo base do Llullaillaco. O caminho é incrível, pois passaremos por salares e uma estepe com capim dourado. Neste dia poderemos ver a imensidão e solidão da Puna do Atacama. Dormiremos em barracas. Incluído: Transporte em caminhonete, café da manhã, lanche e jantar.
Dia 10 – Descanso na base do Llullaillaco – 4700m
Este dia será reservado para descanso. Porém se quiser fazer um descanso ativo, realizaremos uma caminhada até um “tambo incaico”, que é uma ruína inca de mais de 500 anos. Incluído: Café da manhã, box lanche e jantar.
Dia 11 – Acampamento 1 do Llullaillaco – 4900m
Caminhada até o acampamento 1 do Llullaillaco. Incluído: Guias Café da manhã, box lanche e jantar.
Dia 12 – Acampamento 2 do Llullaillaco – 5500m
Caminhada até o acampamento 2 do Llullaillaco. Incluído: Guias Café da manhã, box lanche e jantar.
Dia 13 – Acampamento 3 do Llullaillaco – 6000m
Caminhada até o acampamento 3 do Llullaillaco. Incluído: Guias Café da manhã, box lanche e jantar.
Dia 14 – Cume do Llullaillaco – 6752m
Neste dia vamos tentar atingir o cume do Llullaillaco. Após o intento vamos regressar ao campo base, onde vamos pernoitar. Incluído: Guias Café da manhã, box lanche e jantar.
Dia 15 – Llullaillaco – Tolar Grande – 3550m
Regresso a Tolar Grande, onde vamos pernoitar em pousada. Incluído:  Café da manhã, box lanche, jantar e transporte.
Dia 16 – Tolar Grande – Salta – 1200m

Regresso a cidade de Salta. Dia de comemorar! Incluído:  Café da manhã, box lanche, jantar de despedida e transporte.

Dia 17 – Voo de volta ao Brasil
Dia reservado para o retorno. Incluído:  Café da manhã e transporte até o aeroporto.

** O itinerário disponível aqui está sujeito à mudanças devido à condições climáticas, performance do grupo ou mudanças políticas/administrativas do local em questão.

Equipamentos

Todos os clientes GentedeMontanha.com tem desconto de 13% à vista na Loja Alta Montanha. Trata-se da loja virtual com mais variedade de equipamentos de montanha no Brasil. O desconto só é validado para clientes ou ex-clientes do GentedeMontanha.com. O desconto aparece automaticamente quando o cadastro for feito usando o mesmo e-mail que nós temos no seu cadastro. Caso seu desconto não apareça por favor informe o nosso atendimento. Se você é um cliente novo, o seu desconto será validado à partir do início do pagamento.

O equipamento é uma das partes essenciais para o sucesso de uma expedição. Siga esta lista rigorosamente e nos informe qualquer dúvida. O equipamento será checado pelo guia logo após a sua chegada. Veja a lista por partes:

Cabeça
  • Bandana

    Buff, bandana ou similar é um lenço cilíndrico que permite vários tipos de uso

    Quantidade: 1 + A incluída
    Comprar
  • Balaclava

    A balaclava protegerá seu rosto no dia de cume

    Quantidade: OPCIONAL
    Comprar
  • Óculos para montanha

    Categoria 3 ou 4 – com proteção lateral ou que cubra todo o rosto.

    Aprenda a escolher um óculos de montanha para comprar.

    Quantidade: 1
    Comprar
  • Protetor labial e solar

    Precisamos um protetor de pelo menos FPS 30. Pode ser comprado em qualquer farmácia local.

    Quantidade: 1
  • Lanterna de Cabeça

    Lanterna de LED ou foco, à pilhas. Preferencia para lanternas com mais de 120 lumens.

    Quantidade: 1
    Comprar
  • Pilhas

    AA ou AAA dependendo de sua lanterna. Considere levar um jogo de pilhas de lithium para o dia de cume.

    Quantidade: 2 TROCAS
    Comprar
  • Viseira de Ski

    Viseira com proteção UV categoria 3 ou 4 vai ajudar muito no dia de cume caso tenhamos uma tempestade ou houver vento branco.

    Quantidade: OPCIONAL
    Comprar
Tronco
Mãos
  • Aquecedor Químico

    Estes são aquecedores químicos que à vista lembram um saco de chá. Eles contém um pó químico que aquece em contato com o oxigênio. Usamos um dentro de cada mitom para aquecer as mãos no dia do cume.

    Quantidade: 2
    Comprar
  • Luvas de segunda camada

    Luvas leves de fleece ou polartec para dias frios ou com vento

    Quantidade: 1 par
    Comprar
  • Mitons

    Espaçosos mitons de pluma ou fibra sintética para serem usadas no dia do cume.

    Quantidade: 1 par
    Comprar
Pernas
Pés
  • Bota de caminhada

    Botas de caminhada de qualidade e em bom estado. Devem ser à prova d’água e de preferência, já amaciadas.

    Para ver botas unisex clique em “Comprar”. Para ver opções de botas femininas, clique aqui.

    Leia artigo que explica como comprar uma bota de trekking.

    Quantidade: 1
    Comprar
  • Meias de Trekking

    Há vários tipos de meias de trekking. Elas são muito importante para não dar bolhas nos pés.

    Leia o artigo no AltaMontanha e veja qual meia de trekking comprar.

    Quantidade: 4 ou 5 pares
    Comprar
  • Meias grossas de expedição

    Meias que só serão usadas no dia do cume.

    Quantidade: 1 par
    Comprar
  • Botas Duplas

    Um par de botas plásticas como Koflach Exped, Koflach Vertical, Asolo Ottomilla, Asolo AFS, Trezetta, Scarpa Vega, Scarpa Inferno ou não plásticas como a La Sportiva Baruntse, Olympus Mons ou Spantik.

    Botas de couro ou de parede simples como La Sportiva Nepal XT, EVO, Batura ou Boreal Latok, NÃO SÃO ADEQUADAS para a cota de 6000 metros de altitude por serem muito frias. Consulte sobre o seu modelo específico de botas para confirmar a performance a 6000 metros.

    Saiba mais sobre botas duplas para alta montanha neste link.

    Por gentileza nos informar quando calçar fora do padrão (maior que nº45/ menor que nº 34)

    Quantidade: 1 par
    Comprar
  • Crocs ou chinelo

    Par de crocs, chinelos ou sandálias para descansar os pés enquanto estamos na base.

    Quantidade: 1 par
    Comprar
Diversos
  • Bastão de Trekking

    Ele dá mais estabilidade em terreno solto, em gelo duro ou mesmo em neve.

    Veja qual bastão de trekking comprar em artigo do AltaMontanha.

    Quantidade: 1 Ou par
    Comprar
  • Garrafa Térmica

    Garrafa metálica de 1 litro. Principalmente para o dia do cume.

    Quantidade: 1 litro
    Comprar
  • Garrafa para água

    Garrafas de um polímero duro e boca larga. Existem os camelbacks mas dependendo da altitude o cano congela e tem que ter cuidado para o manuseio, para não deixar vazar. Mas são ótimo para hidratação sem precisar parar.

    Quantidade: 2 litros
    Comprar
  • Duffel Bag

    Saco do tipo “marinheiro”. Este deve ser resistente e impermeável. Recomendamos 90 a 120L. Usamos este saco para transportar seu equipamento. Se seu equipamento é transportado em animais de carga ou veículos, pode sofrer algum tipo de dano ou molhar.

    Leia este artigo e veja para que serve um duffel bag.

    Quantidade: de pelo menos 100 litros
    Comprar
  • Comida Liofilizada

    Comida liofilizada ou desidratada para o ataque ao cume. Comidas da LioFoods ou similares funcionam muito bem.

    Veja este artigo como funciona e como são feitos os liofilizados.

    Quantidade: 2 pacotes
    Comprar
  • Isolante térmico

    Em Montanhas de Altitude utilizar 2 isolantes térmicos para seu conforto e segurança. Se o seu isolante for inflável, será obrigatório você ter um isolante de espuma (EVA) para diminuir a chance que este fure

    Quantidade: 1 é suficiente e 2 aumenta o conforto
    Comprar
  • Gel de carboidrato

    Gel para ajudar a grande perda de energia no final da expedição

    Quantidade: 3
    Comprar
  • Kit higiene pessoal

    Sabão, escova de dentes, pente, toalha, etc

    Quantidade: 1
  • Medicamentos para altitude

    Os guias do GentedeMontanha.com já contam com complexos kits de primeiros socorros, no entanto seria ótimo que cada um conte as drogas mais básicas durante a expedição.

    Em montanhas de altitude precisamos que você tenha além de qualquer medicamento pessoal, uma cartela dos seguintes medicamentos:

    Ibuprofeno – É o único anti-inflamatório capaz de combater a dor de cabeça de altitude
    Loperamida – controle de diarréia

    Leia mais aqui sobre medicamentos

    Quantidade: Kit
  • Mochila

    Veja qual se adapta à sua expedição.

    Leia este artigo e saiba como escolher uma mochila de montanhismo.

    Quantidade: Mínimo 55 litros
    Comprar
  • Saco de dormir

    Em montanhas de altitude preferimos os sacos de pluma de ganso. Saiba mais sobre plumas de ganso

    Leia artigo sobre saco de dormir e aprenda como escolher um saco de dormir para comprar.

    Quantidade: de -10C (temperatura de conforto)
    Comprar
  • Snacks

    Salgadinhos, doces, etc. Comida pronta para complementar os dias da expedição. Em montanhas de altitude não se preocupe com as vitaminas ou proteínas já que é tão difícil digerir esse tipo de comida. Toda essa comida pode ser comprada num mercado local.

    Quantidade: 2 kg
Técnicos
  • Crampons

    Crampons devem ser de aço.

    Quantidade: 1 par
    Comprar

Perguntas frequentes

Para onde devo comprar o meu voo?

O aeroporto de chegada é de Salta, na Argentina, clique aqui para orçar voos para Salta desde o aeroporto mais próximo de sua casa.

Abrir orçamento de voos

Onde consigo o equipamento?

O GentedeMontanha.com trabalha em parceria com a Loja do AltaMontanha.com e oferecem até 13% de desconto (à vista) aos clientes do GentedeMontanha.com. Veja a lista de equipamentos e confira os links individuais. A loja ainda oferece atendimento personalizado por chat, whatsapp ou presencial para encontrar o melhor equipamento para você.

Recomendamos alugar os equipamentos mais técnicos como botas, crampons, saco de dormir, etc, em Mendoza. Não há possibilidades de alugar equipamentos em Buenos Aires ou Salta. No entanto precisamos saber disso pelo menos dois meses antes da expedição. Precisamos da medida do seu pé para alugar a bota por exemplo. Entre em contato e saiba mais.

Preciso de experiência para fazer o Llullaillaco

É necessária experiência em montanhas de altitude para tentar o Llullaillaco. Trata-se de uma montanha bem alta e exigente. Por isso pedimos a todos os nossos clientes que completem a escalada do Quewar (6150m), que é parte da nossa aclimatação, para tentar o Llullaillaco. Quem não conseguir alcançar o cume do Quewar e Tuzgle dificilmente conseguirá alcançar o Llullaillaco.

Será que consigo fazer 4 cumes em 17 dias?

Tenha em mente que o San Gerónimo, o Tuzgle e o Quewar são apenas montanhas de aclimatação e não são o objetivo da expedição. No entanto perceba que há um cadenciamento nas escaladas, pois os cumes estão a 4983 metros, 5500m 6150 e enfim 6735 metros, Assim, se você estiver em boa forma física, tem grandes chances de fazer.

Posso contratar um carregador no Llullaillaco?

Infelizmente trata-se de uma montanha bem remota e não há carregadores permanentemente instalados no Llullaillaco. Trazer um carregador de fora implica em pagar o caríssimo custo das caminhonetes 4×4.

Existe tomada nos acampamento?

Conseguimos ter placas solares para carregamento básico de celular nos acampamentos base das montanhas. Há energia em San Antonio de los Cobres e em Tolar Grande, no resto não há! Leve carregadores extras para o celular!

Posso trocar reais em Salta?

Sim. Existem casas de câmbio que compram reais em Salta. No entanto a melhor troca pelo real é feita em Buenos Aires.

Quanto equipamento vou ter que carregar? Será que eu consigo?

A sua mochila jamais vai pesar mais que 12-15kg. Você só vai ter que carregar seu equipamento pessoal no Llullaillaco e Quewar.

Todo o equipamento de grupo vai ser adquirido, montado, limpo e carregado pelos guias e carregadores. Você não vai ter que carregar nenhum destes. Na ida ao último acampamento, você vai estar carregando seu saco de dormir, crampons, roupas e alguns itens menores.

Há comunicação na montanha?

Sim! Em qualquer momento você pode usar o nosso telefone satelital. As ligações custam U$3 por minuto. Durante toda a expedição atualizaremos diariamente a nossa página de Facebook via SPOT satelital.

Tem como vocês avisarem a minha família sobre como estou?

Claro! Melhor ainda! Nós temos um Blog que é atualizado todo dia! Sempre postamos fotos e textos do andamento da expedição. Por favor visite a nossa página de Facebook e confira a quantidade de posts.

Ouvi falar que o Llullaillaco é fácil, é verdade?

De fato ele não é uma montanha técnica. No entanto trata-se de uma montanha com quase 7 mil metros de altitude e não podemos subestimá-la. A altitude e o mau tempo já fez com que muita gente perca a vida na montanha simplesmente por não respeitar seus limites e subestimar a ascensão de um colosso como estes. Há que ter em mente que é uma expedição longa com 4 cumes, por isso é necessário bom preparo físico.

Posso carregar a bateria da minha câmera ou MP3 na montanha?

Sim! Podemos carregar dispositivos USB no conetor que temos nos nossos veículos 4×4. Porém só podemos fazer isso enquanto eles estiverem em movimento.

E se eu abandonar ou desistir da expedição?

Se você desistir da expedição enquanto você ainda está no Brasil é possível recuperar parte do seu investimento. Entre em contato para saber mais.

Se você desistir da expedição em Salta, antes de ir à montanha, você pode continuar usufruindo dos serviços que lhe brindamos, como transporte e hotel. No entanto não podemos devolver o dinheiro que você investiu pois toda a logística já vai estar contratada.

Se você desistir durante a expedição, você vai ter que arcar com os custos de transporte e estadia individuais. Todo aquele que deixar a expedição por motivos pessoais ou de saúde, deve arcar com os custos. No entanto você pode continuar na montanha e permanecer na base esperando o resto da expedição descer se a quantidade de dias que você permaneceu ali estiver de acordo com o que diz no itinerário programado.

Para descer do Llullaillaco, nosso veículo terá que percorrer 900km entre a ida e a volta. O combustível, a manutenção e os gastos do guia devem ser pagos por quem desejar voltar para casa.

Se você desistir durante o ataque ao cume você jamais vai ter que descer sozinho. Um dos guias sempre estará com você. O custo da desistência depende do local onde você estará, porém tenha em mente que isso atrapalhará a logística e terá um custo elevado.

Qual é a filosofia do Gente de Montanha?

Aceitamos mulheres e homens de qualquer idade, experiência ou ambição. Pedimos aos membros das nossas expedições que tenham paciência, respeitem as decisões do líder e que jamais subam ou desçam sozinhos sem a aprovação do líder.

Lembre-se que você não vai estar pagando uma empresa para levar você para um cume. Você está pagando profissionais do montanhismo com anos de experiência para conduzir você na subida de uma montanha e descer da forma mais segura possível. Por isso sempre focamos muito na aclimatação e segurança.

Nosso roteiro pode parecer mais lento que o de outras empresas, isso é devido à segurança que isso proporciona e também à sua maior chance de atingir o cume.

Quanto dinheiro preciso levar?

Você deve levar dinheiro suficiente caso precise abandonar a montanha. Recomendamos você levar um total de U$ 600 na moeda americana.

Posso pagar os equipamentos com cartão de crédito?

Todo o equipamento que você comprar em Salta pode ser pago com cartão sem problemas. Na Argentina os equipamentos custam muito mais caro que no Brasil, planeje-se para adquirir seus equipamentos no Brasil e lembre-se que na Loja AltaMontanha há desconto para clientes do GenteDeMontanha. Para o equipamento alugado nossos guias vão aluga-lo em Mendoza e leva-lo por terra até Salta. Este deve ser pago em dólares.

Qual é o treinamento que preciso para grandes montanhas?

Para montanhas com mais de 6000m, recomendamos você começar a treinar pelo menos 3 meses antes, dependendo do seu estado físico. Exercícios aeróbicos como corrida e bicicleta. O ideal é pedir para um profissional da educação física que lhe recomende um bom programa de treinamento aeróbico. Um exercício também muito eficiente é percorrer trilhas com uma mochila. CUIDADO com as lesões! Já tivemos alguns casos de clientes que treinaram demais e acabaram se lesionando. Para os que não tem experiência em altitudes ou trekkings longos, recomendamos uma iniciação através do nosso curso de Escalada em Gelo e Altitude na Bolívia.

Qual é a experiência que preciso para participar desta expedição?

Para escalar o Llullaillaco recomendamos ter experiência em caminhadas de mais que um dia assim o montanhista já vem familiarizado com técnicas de acampamento uso de mochilas, etc. Não se trata de uma montanha técnica mas sim de uma montanha bem alta! Recomendamos a escalada de qualquer montanha de pelo menos 5000m anteriormente assim você vem familiarizado com a vida em grandes altitudes.  Conte-nos sobre sua experiência em montanha.

Como é o clima no Llullaillaco?

Trata-se de uma montanha onde venta muito. É uma região bastante seca onde o vento vindo do pacífico começa por volta das 11 da manhã e vai até as 5 da tarde. É comum que tenhamos pelo menos uma tempestade de neve durante a expedição.

E se eu tiver uma dieta especial?

Avise com antecedência e lembre o nosso guia sobre a sua restrição alimentar.

Quem cozinha nos acampamentos de altitude?

Geralmente o nosso assistente local cozinha para nós e o guia dá um apoio. Você não precisa cozinhar na altitude.

Existe água no Llullaillaco?

Não há água líquida no Llullaillaco. Eventualmente alguma mancha de neve pode derreter e um pouco de líquido pode começar correr. Esses fios d’água são no entanto temporários e não podemos contar com isso. Levamos toda a água desde Salta.

E se eu tiver um problema de saúde?

O nossos guias possuem extensa experiência em medicina de montanha e pode recomendar e resolver a maioria dos problemas que você pode chegar a ter. Ele tem um kit médico bem diversificado e pode tratar da maioria dos problemas gastrointestinais, doenças de altitude, alergias e traumas.

E se eu precisar de um resgate?

Todos os nossos guias são resgatistas treinados e com muita experiência em resgates em montanhas grandes. Resgates podem ser feitos com um dos nossos veículos 4×4. No entanto o hospital mais próximo está a mais de 12 horas de distância.

Vocês recomendam o uso de Diamox?

Não para os Andes Atacameños. Em montanhas de altitudes mais extremas como as do Himalaia ou Karakorum recomendamos sim o uso de Acetilzolamida ou Diamox. Esta droga parece realmente funcionar durante o período de aclimatação. Em montanhas dos Andes no entanto, o custo x benefício é baixo. Os danos causados pela desidratação deste diurético são maiores do que os benefícios. No entanto usamos esta droga no tratamento de doenças. Leia mais à respeito aqui: http://altamontanha.com/Artigo/1274/remedios-e-tudo-sobre-altitude

Qual a porcentagem dos seus clientes faz cume?

É difícil dizer pois tudo depende do estado físico dos mesmos e do tempo. Porém numa montanha como esta geralmente alcançamos 30% de cumes.

Onde vamos ao banheiro na montanha?

O Llullaillaco não é uma montanha controlada. No entanto nós do GentedeMontanha cuidamos muito bem dela! Existem banheiros designados próximos à cada refúgio. Em outros locais utilizamos sacolas de lixo e guardamos tudo para jogarmos fora em Salta.

E se eu quiser alugar equipamento?

Vamos alugar todo o material que você precisar em Mendoza na Argentina que é a base para os nossos guias. Confira a lista de equipamentos necessária antes de comprar qualquer coisa. Precisamos saber qual é o equipamento que você precisa com 1 mês de antecedência. O aluguel deve ser pago em dólares. Na Argentina os equipamentos custam muito mais caro que no Brasil, planeje-se para adquirir seus equipamentos no Brasil e lembre-se que na Loja AltaMontanha há desconto para clientes do GenteDeMontanha. Os preços de aluguel variam, mas é mais ou menos assim:

  • Jaqueta de Goretex U$74.00
  • Par de bastões de trekking U$33.00
  • Botas duplas U$125.00
  • Botas de trekking U$60.00
  • Bolsa Marinheira U$39.00
  • Fleece U$33.00
  • Jaqueta de Pluma U$105.00
  • Isolante térmico U$26.00
  • Par de crampons U$54.00
  • Luvas de polartec U$16.00
  • Óculos para montanha U$33.00
  • Par de mitons U$46.00
  • Mochila U$60.00
  • Calça de polarter U$33.00
  • Calça de goretex U$60.00
  • Piolet U$54.00
  • Polainas U$26.00
  • Saco de dormir U$140.00

Observação: Considerem que os guias alugam os equipamentos em Mendoza e levam até Copiapó/Chile e depois Salta, cidade base para a nossa Expedição. E entregam apenas depois da Expedição. Então terá um acréscimo neste valor de locação! Devido aos dias extras de deslocamento para a devolução que ocorre após a Expedição ao Llullaillaco.

Qual a temperatura que o meu saco de dormir deve agüentar?

Recomendamos uma saco de dormir que agüente pelo menos -15ºC. Lembrando que a temperatura noturas desta montanha no verão pode chegar aos -25º do lado de fora dos refúgios.

Mapa

Custo

O custo total da expedição é de U$ 5800. Entre em contato para detalhes sobre formas de pagamento.

O que está incluído:

  • Liderança de um guia GenteDeMontanha
  • 1 ou 2 assistentes de guia dependendo do número de pessoas;
  • Transporte do aeroporto para o hotel e vice-versa;
  • 2 noites em hotel 3 estrelas em Salta – os quartos são compartilhados por cada 2 membros da expedição;
  • Transporte 4×4 privado em todo o roteiro;
  • Barracas, utensílios de cozinha, refeitório, etc
  • Todas as refeições fora de Salta;
  • Água mineral e snacks durante os deslocamentos
  • 3 porteadores da expedição
  • Barracas de 4 estações com bastante espaço e duas entradas
  • Barraca refeitório com mesa e cadeiras na base do Quewar e Llullaillaco
  • Cozinheiro nos acampamentos base
  • Assistente de altura nos acampamentos altos

O que não está incluído:

  • Equipamentos pessoais de montanha (Nossos guias podem alugar em Mendoza e levar para Salta);
  • Devolução de dinheiro em caso de abandono;
  • Custos relacionados à resgate ou abandono da expedição;
  • Seguro de viagem;
  • Alimentação não mencionada no roteiro;
  • Reembolso em caso de perca de equipamento por roubo ou fenômenos climáticos;
  • Passagem aérea até a cidade de Salta

Opcionais

Requisitos

Os requisitos para que você possa participar desta expedição são:

  • Seguro de viagem obrigatório – Sugerimos a GLOBAL RESCUE;
  • Preencher a ficha médica e ter ela aprovada pelo guia;
  • Atestado médico de boa saúde física;
  • Experiência em 1 montanha de 6000m ou similar;
  • Um bom treinamento cárdio-vascular;
  • Vontade de se divertir;
  • Ler todas as informações disponíveis no website.
Dificuldade do trekking: Sustenida

_

Experiência em Altitude: Em montanhas de 5000m

_

Preparação Cárdio-vascular: Excelente

_

Dificuldade técnica: Usa 1 equipamento técnico

_

Roteiros sugeridos antes de Montanhas Incas – Llullaillaco e Quewar

Parcerias

Fale por Whatsapp!
Powered by