Expedição Solidária ao Kilimanjaro

Mais informações ao meu e-mail

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Copiar amigos (separar emails por vírgula)

 Aceito receber notícias de futuras expedições, cursos ou viagens

Sobre

Expedição Solidária ao Kilimanjaro – U$ 3350

Data – 02/08/2017 a 13/08/2017

OPCIONAL: Extensão para o Monte Elbrus na Rússia – 17/08/2017 a 30/08/2017 – 10% off: U$3105

O Kilimanjaro é a maior montanha da África e uma dos maiores desníveis do mundo! Não iremos somente alcançar o teto da África, mas vamos fazer isso ajudando a Gente de Montanha local. Grande parte do lucro da expedição será revertido para ajudar uma escola que conta hoje com 250 crianças e um orfanato com mais 65 crianças de 4 a 7 anos de idade.

A rota escolhida é a Machame. Apesar de um pouco mais longa do que as normais, esta rota oferece uma ótima aclimatação devido à sua extensão e altitude dos acampamentos. A rota é na verdade uma grande travessia que se inicia por Machame e termina por Mweka abrangindo pelo menos metade da totalidade do imenso Kilimanjaro. Pela Machame vamos ver de florestas equatoriais, campos de altitude, terreno glaciário, estepes e muito mais!

No final da expedição visitaremos a escola e o orfanato no qual vamos ajudar tanto! Pretendemos doar a maior parte do lucro arrecadado na expedição e dependendo do número de participantes vamos conseguir sustentar ambas instituições por 2 ou 3 anos!

Continue lendo as informações disponíveis aqui e estaremos felizes em esclarecer o maior número possível de dúvidas.

Os requisitos para que você possa participar desta expedição são:

  • Seguro de resgate obrigatório – Contrate a GLOBAL RESCUE aqui;
  • OBRIGATÓRIO ter um vôo flexível caso necessário mudar por condições de mau tempo;
  • Preencher a ficha médica e ter ela aprovada pelo guia;
  • Atestado médico de boa saúde física;
  • Certificado Internacional de vacinação de febre amarela;
  • Passaporte válido com 6 meses antes do vencimento e uma página livre;
  • Experiência em Trekkings longos de vários dias;
  • Um bom treinamento cárdio-vascular;
  • Vontade de se divertir;
  • Assinar a ficha médica e de inscrição;
  • Ler todas as informações disponíveis no website;
  • Ter boa vontade e doar uma mala de roupas, calçados e objetos usados para os carregadores da expedição e crianças dos dois centros que visitaremos:

O que achamos adequado você doar:

  • Roupa para frio (blusas, meias, calças quentes, camisas, luvas)
  • Roupas para adultos e crianças
  • Brinquedos em geral
  • Calçados
  • Qualquer coisa que você julgue útil para um país pobre

O que NÃO achamos adequado você doar:

  • Roupas para festas, etc
  • Jogos escritos em português
  • Roupas ou objetos rasgados/avariados

Matérias Relacionadas

Itinerário

Expedição Solidária ao Kilimanjaro – 12 dias

Data – 02/08/2017 a 13/08/2017

Distância total percorrida: 58,08km 
Altimetria total acumulada: 5175m

Dia 1 – Vôo Brasil – República do Qatar (vôo de conexão)

Dia 2 – Chegada na Tanzânia – 700m

Após a sua chegada no Aeroporto Kilimanjaro, um dos nossos transportes irá receber você no aeroporto com uma placa e levá-lo até o hotel Springlands em Moshi. Incluído: Transporte e noite em hotel

Dia 3 – Logística e reunião em Moshi – 700m

Hoje nos reuniremos pela primeira vez em Moshi e iremos discutir todos os detalhes da expedição. Também revisaremos o equipamento de cada um antes da expedição. Incluído: Café da manhã e noite de hotel

Dia 4 – Moshi – Machame – 3000m

Hoje vamos pegar um transporte às 8:30 da manhã e iremos para o portão Machame a 1800 metros de altitude e onde iniciaremos a nossa caminhada de 4 a 6 horas pelo meio da floresta equatorial até o acampamento Machame localizado a 3000 metros de altitude. Incluído: Transporte, café da manhã, lanche de trilha, janta e noite em acampamento

Distância: 11,3km
Altimetria acumulada: 1243m

Dia 5 – Machame – Shira Camp – 3850m

Nossa caminhada se iniciará às 8 da manhã pela floresta de altitude que mais tarde se irá ficar cada vez mais baixa até desaparecer completamente e se transformar em pequenos arbustos. Nosso almoço será aproximadamente aos 3600m numa sobre os rochedos que permitem uma boa vista para o Kilimanjaro. Teremos aproximadamente 5 horas de caminhada incluindo a parada para almoço.Incluído: Café da manhã, lanche de trilha, janta e noite em acampamento

Distância: 4,83km
Altimetria acumulada: 885m

Dia 6 – Shira Camp – Barranco Camp – 3950m

Alcançaremos hoje um dos pontos mais altos da trilha. Partiremos de Shira seguindo uma trilha direta com poucos zigue-zagues que passa por campos abertos de altitude até chegar à um incrível rochedo com 4650m de altitude chamado “Lava Tower”. Iremos almoçar lá e descer para o acampamento Barranco localizado no fundo de um belo vale. Avistaremos árvores de 800 anos de idade exclusivas do Kilimajaro e passaremos por baixo de glaciares da face sul da montanha. Hoje é um dias mais longos de trilha com uma média de 7 horas de caminhada incluindo a parada em Lava Tower. Incluído: Café da manhã, lanche de trilha, janta e noite em acampamento

Distância: 9,87km
Altimetria acumulada: 801m

Dia 7 – Barranco – Karanga – 4100m

Saindo de Barranco enfrentaremos o “breakfast wall” que é um desnível de 200 metros enfrentado logo após o café da manhã às 8am. Hoje teremos 3 subidas e descidas antes de chegar ao acampamento Karanga instalado sobre um braço do Kilimanjaro. A caminhada será mais curta com média de 3 a 4 horas no total. Incluído: Café da manhã, lanche de trilha, janta e noite em acampamento

Distância: 4,62km
Altimetria acumulada: 413m

Dia 8 – Karanga Camp – Barafu – 4650m

Teremos apenas 3 horas de caminhada até o nosso último acampamento chamado Barafu (gelo em Swahili). Este acampamento tem vista para o outro lado da montanha. Podemos ver também o monte Mawensi localizado há 9 km de Kibo, o maciço que estaremos escalando. Incluído: Café da manhã, lanche de trilha, janta e noite em acampamento

Distância: 3,29km
Altimetria acumulada: 602m

Dia 9 – Barafu – Cume – Millenium Camp – 5895m

Teremos de 7 a 9 horas de caminhada até o cume que será iniciada entre 1 e 3 da manhã dependendo da velocidade da equipe como um todo. Vamos testemunhar um belo amanhecer no caminho e alcançar o cume seguindo uma interessante crista com neve e gelo. Após curtir o cume e tirar várias fotos, vamos descer de volta ao acampamento Barafu, recolher as coisas e continuar a caminhada até o acampemento Millenium, que é parte da rota Mweka. Serão 4 horas de descida do cume até o acampamento Barafu e mais 2 a 3 horas de descida até Millenium. Incluído: Café da manhã, lanche de trilha, janta e noite em acampamento

Distância: 16,84km
Altimetria acumulada: 1231m

Dia 10 – Millenium Camp – Portão Mweka – Moshi – 700m

Acordaremos cedo hoje para ganhar tempo na descida e chegar por volta das 2 da tarde ao portão Mweka localizado a 1840 metros de altitude. Teremos entre 5 a 7 horas de descida caminhando e mais 1 hora e meia de transporte até Moshi onde teremos uma merecida janta de comemoração.Incluído: Café da manhã e noite em hotel

Distância: 7,33km

Dia 11 – Moshi – Dia de visita à escola e orfanato

Hoje vamos tomar café da manhã e nos reunir às 9 da manhã no hotel e vamos juntos visitar a escola com mais de 250 crianças que acabamos de ajudar com a nossa escalada. À tarde podemos visitar o orfanato que também contribuímos com a nossa expedição de caridade. Incluído: noite em hotel e café da manhã

Dia 12 – Vôo ao Brasil

** O itinerário disponível aqui está sujeito à mudanças devido à condições climáticas, performance do grupo ou mudanças políticas/administrativas do local em questão.

OPCIONAL: Extensão para o Monte Elbrus na Rússia – 17/08/2017 a 30/08/2017 – 10% off: U$3105

Equipamentos

Todos os clientes GentedeMontanha.com tem desconto de 10% à vista na Loja Alta Montanha. Trata-se da loja virtual com mais variedade de equipamentos de montanha no Brasil. O desconto só é validado para clientes ou ex-clientes do GentedeMontanha.com. O desconto aparece automaticamente quando o cadastro for feito usando o mesmo email que nós temos no seu cadastro. Caso seu desconto não apareça por favor informe o nosso atendimento. Se você é um cliente novo, o seu desconto será validado à partir do início do pagamento.

O equipamento é uma das partes essenciais para o sucesso de uma expedição. Siga esta lista rigorosamente e nos informe qualquer dúvida. O equipamento será checado pelo guia logo após a sua chegada. Veja a lista por partes:

Cabeça
  • bone

    Boné ou chapéu

    Um boné ou chapéu para proteger do sol

    Comprar
  • equipamento-buff

    Bandana

    Buff, bandana ou similar é um lenço cilíndrico que permite vários tipos de uso

    Quantidade: 1 (1 já é incluída)
    Comprar
  • equipamento-balaclava

    Balaclava

    A balaclava protegerá seu rosto no dia de cume

    Comprar
  • gorro_neblina_cinza-copia

    Gorro

    Gorro de lã ou polartec é muito útil nos dias frios

    Quantidade: 1
    Comprar
  • 141xNxExplorer_noir-vert_J326-514_1722_2.png.pagespeed.ic.jZ4TkJQUm8

    Óculos para montanha

    Categoria 3 ou 4 – com proteção lateral ou que cubra todo o rosto.

    Aprenda a escolher um óculos de montanha para comprar.

    Quantidade: 1
    Comprar
  • 115149251_1GG

    Protetor labial e solar

    Precisamos um protetor de pelo menos FPS 30. Pode ser comprado em qualquer farmácia local.

    Quantidade: 1
  • batteries

    Pilhas

    AA ou AAA dependendo de sua lanterna. Considere levar um jogo de pilhas de lithium para o dia de cume.

    Quantidade: 1 troca
    Comprar
  • 141xNxlanterna.png.pagespeed.ic.HMEfehu_q6

    Lanterna de Cabeça

    Lanterna de LED ou foco, à pilhas. Preferencia para lanternas com mais de 120 lumens.

    Quantidade: 1
    Comprar
Tronco
Mãos
  • Screen Shot 2015-08-23 at 01.08.20

    Aquecedor Químico

    Estes são aquecedores químicos que à vista lembram um saco de chá. Eles contém um pó químico que aquece em contato com o oxigênio. Usamos um dentro de cada mitom para aquecer as mãos no dia do cume.

    Quantidade: 1 par
    Comprar
  • Miton

    Mitons

    Espaçosos mitons de pluma ou fibra sintética para serem usadas no dia do cume.

    Quantidade: 1 par
    Comprar
  • Luvas-segunda-camada

    Luvas de segunda camada

    Luvas leves de fleece ou polartec para dias frios ou com vento

    Quantidade: 1 par
    Comprar
Pernas
Pés
  • bota

    Bota de caminhada

    Botas de caminhada de qualidade e em bom estado. Devem ser à prova d’água e de preferência, já amaciadas.

    Para ver botas unisex clique em “Comprar”. Para ver opções de botas femininas, clique aqui.

    Leia artigo que explica como comprar uma bota de trekking.

    Quantidade: 1 par (botas grossas e quentes)
    Comprar
  • Meias-de-trekking

    Meias de Trekking

    Há vários tipos de meias de trekking. Elas são muito importante para não dar bolhas nos pés.

    Leia o artigo no AltaMontanha e veja qual meia de trekking comprar.

    Quantidade: 5 pares
    Comprar
  • thicksocks

    Meias grossas de expedição

    Meias que só serão usadas no dia do cume.

    Quantidade: 1 par
    Comprar
Equipamentos Diversos
  • Repelente-Mosquito-1

    Repelente

    1 repelente contra os insetos que podem transmitir doenças e causar alergias.

    Quantidade: 1
  • gel

    Gel de carboidrato

    Gel para ajudar a grande perda de energia no final da expedição

    Quantidade: 5
    Comprar
  • food

    Snacks

    Salgadinhos, doces, etc. Comida pronta para complementar os dias da expedição. Em montanhas de altitude não se preocupe com as vitaminas ou proteínas já que é tão difícil digerir esse tipo de comida. Toda essa comida pode ser comprada num mercado local.

    Quantidade: 1kg
  • estanque

    Saco estanque

    Ajuda a manter suas coisas organizadas e secas. Não opte por sacos de lixo, eles rasgam muito facilmente. Estes sacos serão utilizados para embalar todas as roupas e utensílios que irão na mochila.

    Quantidade: 2 ou 3
    Comprar
  • Saco-de-dormir

    Saco de dormir

    Em montanhas de altitude preferimos os sacos de pluma de ganso. Saiba mais sobre plumas de ganso

    Leia artigo sobre saco de dormir e aprenda como escolher um saco de dormir para comprar.

    Quantidade: de -10C (temperatura de conforto)
    Comprar
  • deuter

    Mochila

    Veja qual se adapta à sua expedição.

    Leia este artigo e saiba como escolher uma mochila de montanhismo.

    Quantidade: Pelo menos 35 litros
    Comprar
  • meds

    Medicamentos para altitude

    Os guias do GentedeMontanha.com já contam com complexos kits de primeiros socorros, no entanto seria ótimo que cada um conte as drogas mais básicas durante a expedição.

    Em montanhas de altitude precisamos que você tenha além de qualquer medicamento pessoal, uma cartela dos seguintes medicamentos:

    Ibuprofeno – É o único anti-inflamatório capaz de combater a dor de cabeça de altitude
    Loperamida – controle de diarréia

    Leia mais aqui sobre medicamentos

    Quantidade: kit
  • kit

    Kit higiene pessoal

    Sabão, escova de dentes, pente, toalha, etc

    Quantidade: 1
  • Isolante-tÇrmico

    Isolante térmico

    Em Montanhas de Altitude utilizar 2 isolantes térmicos para seu conforto e segurança. Se o seu isolante for inflável, será obrigatório você ter um isolante de espuma (EVA) para diminuir a chance que este fure

    Quantidade: 1 é suficiente e 2 aumenta o conforto
    Comprar
  • flask_1600

    Garrafa Térmica

    Garrafa metálica de 1 litro. Principalmente para o dia do cume.

    Quantidade: 1
    Comprar
  • nalgene

    Garrafa para água

    Garrafas de um polímero duro e boca larga. Existem os camelbacks mas dependendo da altitude o cano congela e tem que ter cuidado para o manuseio, para não deixar vazar. Mas são ótimo para hidratação sem precisar parar.

    Quantidade: 2 de 1 litro ou 3 de 600ml
    Comprar
  • duffel

    Duffel Bag

    Saco do tipo “marinheiro”. Este deve ser resistente e impermeável. Recomendamos 90 a 120L. Usamos este saco para transportar seu equipamento. Se seu equipamento é transportado em animais de carga ou veículos, pode sofrer algum tipo de dano ou molhar.

    Leia este artigo e veja para que serve um duffel bag.

    Quantidade: 1
    Comprar
  • cadeado

    Cadeado

    Para fechar a mala durante o transporte

    Quantidade: 1
    Comprar
  • Bast∆o-de-caminhada

    Bastão de Trekking

    Ele dá mais estabilidade em terreno solto, em gelo duro ou mesmo em neve.

    Veja qual bastão de trekking comprar em artigo do AltaMontanha.

    Quantidade: 1 ou par
    Comprar

Perguntas frequentes

Posso fazer um safari depois da expedição?

Claro que sim! Já temos isso organizado para você e custará U$1750 para 5 dias de Safari. O guia fará o tour em inglês e tudo é incluído. No tour de 5 dias você vai visitar diversos locais maravilhosos, entre eles: Lake Manyara National Park, Serengeti National Park, Olduvai Gorge, Ngorongoro Crater e Tarangire National Park. Por favor fale com o nosso staff se houver interesse em fazer o tour de 5 dias.

Vocês dizem que é uma expedição solidária, o que isso significa?

Significa que vamos doar U$ 500 dólares do lucro de cada cliente, para crianças de uma escola e um orfanato. As crianças da escola são de famílias com renda menor a 1 dólar mensal, e as crianças do orfanato não tem mais, muito menos renda. As roupas e objetos serão selecionadas e direcionadas apropriadamente pelo nosso agente em Moshi, Lazaro Edward “Teacher” para os lugares que precisarem mais.

Quanto equipamento vou ter que carregar? Será que eu consigo?

Você só vai ter que levar uma mochila com a sua jaqueta ou capa e chuva, água, lanche de trilha, câmera de fotos, luvas, protetor solar, óculos escuros, bastão de trekking e uma blusa. No total isso normalmente não passa de 5 kg mais o peso da mochila.

Todo o equipamento de grupo vai ser adquirido, montado, limpo e carregado pelos guias e carregadores. Você não vai ter que carregar nenhum destes. Se você achar que não vai conseguir carregar o equipamento, pode facilmente contratar um carregador extra. Este deve ser pedido com antecedência.

Já o duffel (marinheira) pode pesar até 15kg por pessoa. Este é o limite estipulado pelo parque nacional para cada carregador. 15kg é mais do que o suficiente para o equipamento que você precisa no Kilimanjaro.

Preciso de visto para entrar na Tanzânia?

Brasileiros não precisam pedir visto antecipadamente para ir à Tanzânia. Podemos pedir o visto quando chegarmos ao aeroporto da Tanzânia e custa U$50 por pessoa.

Preciso mesmo de uma vacina de febre amarela?

Sim! Em Moshi não há mosquitos, há drones! É um tanto arriscado permanecer em regiões como aquela sem estar vacinado contra febre amarela. Além disso você deveria ter repelente de mosquitos para minimizar qualquer contaminação.

Se você não tem a vacina, pode ser vacinado em qualquer posto de saúde no Brasil e com o certificado de vacinação, vai precisar comparecer à um posto da Anvisa nos principais aeroportos brasileiros, e trocar a carteirinha local de vacinação por uma internacional. O processo todo é gratuíto. Lembre-se de tomar a vacina pelo menos 10 dias antes da expedição pois esta pode dar reações.

Há comunicação na montanha?

Levamos um telefone satelital e além disso levamos um SPOT para atualizar o Facebook do GentedeMontanha.com diariamente. Fora isso temos rádios VHF para a comunicação entre os guias.

Tem sinal de telefone na montanha? E tem 3G?

Na montanha temos um sinal intermitente das empresas Tigo e Orange. Em algumas ocasiões há sinal 3G da empresa Tigo mas tudo isso depende das condições climáticas na montanha.

Tem como vocês avisarem a minha família sobre como estou?

Claro! Melhor ainda! Nós temos um Blog que é atualizado todo dia! Sempre postamos fotos e textos do andamento da expedição. Por favor visite a nossa página de Facebook e confira a quantidade de posts.

Tenho que dividir barracas com alguém?

Sim. Todas as barracas são divididas por 2 pessoas e isso é previamente acertado. Dividir uma barraca com alguém cria um vínculo de parceria essencial para sobreviver e se dar bem nesses ambientes hostis que são as montanhas.

Ouvi falar que o Kilimanjaro é um trekking, é verdade?

O Kilimanjaro é LONGO. De fato você não vai usar suas mãos para escalar a montanha e o cume pela rota Machame é atingido caminhando. No entanto trata-se de uma montanha com quase 6 mil metros de altitude e não podemos subestimá-la. O dia de cume especialmente é bem longo e exaustivo. Uma boa aclimatação e bom estado físico são essenciais.

Tem eletricidade no Kilimanjaro para carregar minha câmera ou telefone?

Sim e não! Dependendo do acampamento teremos chance de carregar uma bateria por U$20 (ligado à uma tomada 220v alimentada por um carregador solar) ou podemos carregar telefones e baterias com fonte USB usando o nosso próprio carregador solar. Mas tudo isso depende da quantidade de sol que temos na montanha.

E se eu abandonar ou desistir da expedição?

Se você desistir da expedição enquanto você ainda está no Brasil é possível recuperar parte do seu investimento. Entre em contato para saber mais.

Se você desistir da expedição em Moshi, antes de ir à montanha, você pode continuar usufruindo dos serviços que lhe brindamos, como transporte e hotel. No entanto não podemos devolver o dinheiro que você investiu pois toda a logística já vai estar contratada.

Se você desistir durante a expedição, você vai ter que arcar com os custos de transporte e estadia individuais. Todo aquele que deixar a expedição por motivos pessoais ou de saúde, deve arcar com os seus próprios custos. No entanto você pode continuar na montanha e permanecer na base esperando o resto da expedição descer se a quantidade de dias que você permaneceu ali estiver de acordo com o que diz no itinerário programado.

Qual é a filosofia do Gente de Montanha?

Aceitamos mulheres e homens de qualquer idade, experiência ou ambição. Pedimos aos membros das nossas expedições que tenham paciência, respeitem as decisões do líder e que jamais subam ou desçam sozinhos sem a aprovação do líder.

Lembre-se que você não vai estar pagando uma empresa para levar você para um cume. Você está pagando profissionais do montanhismo com anos de experiência para conduzir você na subida de uma montanha e descer da forma mais segura possível. Por isso sempre focamos muito na aclimatação e segurança.

Nosso roteiro pode parecer mais lento que o de outras empresas, isso é devido à segurança que isso proporciona e também à sua maior chance de atingir o cume.

Quanto dinheiro preciso levar?

Não há nada para ser comprado na montanha mas sim em Moshi. Uma vez que deixamos Moshi, todos os gastos são cobertos por nós. Você precisa de dinheiro para alugar equipamento, comprar o que falta e para pagar por comida em Moshi. Recomendamos a quantia de U$ 600 em moeda americana. Lembre-se de levar mais se você é daqueles que gosta de comprar muitas lembrancinhas ou precisa alugar muito equipamento.

Porque a gorjeta não é incluída no custo?

Na Tanzânia, assim como no Nepal, é costume dar uma gorjeta pré-estabelecida ao staff que trabalhar conosco na montanha. No entanto por não sabermos o número exato de clientes com antecedência, não podemos planejar o valor exato final. A gorjeta normalmente funciona por dia de montanha:

– Guia local: U$ 20/dia
– Assistente de guia: U$ 15/dia
– Garçom de montanha: U$ 10/dia
– Cozinheiro: U$ 15/dia
– Carregador: U$8/dia

Portanto para uma expedição de 10 clientes (1 guia, 3 guias assistentes, 1 garçom, 3 cozinheiros, 25 carregadores) por 7 dias seria um total de U$ 296 por cliente.

Posso pagar os equipamentos com cartão de crédito?

Sim. Recomendamos você desbloquear o seu cartão para pagamentos internacionais antes de sair do Brasil. Além do IOF de 6.8%, há uma cobrança de 5% de impostos locais. No entanto cartões brasileiros são tão repletos de restrições que recomendamos você ter dinheiro em dólares para evitar qualquer transtorno.

Qual é o treinamento que preciso para grandes montanhas?

Para montanhas de 6000m, recomendamos você começar a treinar pelo menos 3 meses antes, dependendo do seu estado físico. Exercícios aeróbicos como corrida e bicicleta. O ideal é pedir para um profissional da educação física que lhe recomende um bom programa de treinamento aeróbico. Um exercício também muito eficiente é percorrer trilhas com uma mochila. CUIDADO com as lesões! Já tivemos alguns casos de clientes que treinaram demais e acabaram se lesionando. Para os que não tem experiência em altitudes ou trekkings longos, recomendamos uma iniciação através do nosso curso de Escalada em Gelo e Altitude na Bolívia.

Qual é a experiência que preciso para participar desta expedição?

Para escalar o Kilimanjaro recomendamos ter experiência em caminhadas de mais que um dia assim o montanhista já vem familiarizado com técnicas de acampamento uso de mochilas, etc. Não se trata de uma montanha técnica mas sim de uma montanha bem alta! Recomendamos a escalada de qualquer montanha de pelo menos 5000m anteriormente assim você vem familiarizado com a vida em grandes altitudes. Nosso guia Maximo Kausch literalmente passa o ano acima de 5500m e sabe muito bem como ajudar os seus clientes a se aclimatarem bem. Só não se esqueça de caprichar bem no treinamento. Conte-nos sobre sua experiência em montanha.

Como é o clima no Kilimanjaro?

É quase certeza que pegaremos pelo menos um dia de chuva em agosto. O microclima local faz com que muitas nuvens se acumulem na região e fica nublado quase todos os dias por volta das 4 da tarde. Durante a aproximação esperamos todo tipo de tempo: chuva, granizo, vento, muito sol ou muito frio. É comum que as noites nos últimos 3 acampamentos alcancem pelo menos -5ºC.

E se eu tiver uma dieta especial?

Avise com antecedência e lembre o nosso guia sobre a sua restrição alimentar. Não podemos ajudar macro-bióticos, veganos ou celíacos devido à dificuldade logística de alimentá-los. Algumas alergias também podem vir a ser um problema. Entre em contato e saiba se a sua restrição alimentar encaixa com a nossa logística.

Quem cozinha nos acampamentos de altitude?

Para um grupo de 10 pessoas temos 3 cozinheiros só para cuidar disso! Você não precisa cozinhar na altitude.

Onde vou dormir durante a expedição?

Em noites na montanha você vai ficar em uma barraca dividida por 2 pessoas do seu time.

Existe água na aproximação?

A água no Kilimanjaro é um tanto limitada. No primeiro dia que saímos de Moshi, recomendamos você levar água engarrafada para as 4 ou 5 horas de trilha. À partir daí vamos encher as suas garrafas com água fervida todas as noites. Você também pode usar pastilhas ou gotas químicas para purificar a água. Vamos discutir a posição de água e as estratégias para captar água na reunião em Moshi antes da expedição.

E se eu tiver um problema de saúde?

O nosso guia Maximo Kausch possui uma extensa experiência em medicina de montanha e pode recomendar e resolver a maioria dos problemas que você pode chegar a ter. Ele tem um kit médico bem diversificado e pode tratar da maioria dos problemas gastrointestinais, doenças de altitude, alergias e traumas.

E se eu precisar de um resgate?

Resgates podem ser feitos de helicóptero desde alguns pontos específicos na montanha. Estes são um tanto complexos mas podem ser feitos por algum dos pilotos que conhecemos e trabalham na região. Estes resgates são extremamente caros e é imprescindível que você tenha seguro. Os resgates feitos pelos guarda-parques do Kilimanjaro estão incluídos na permissão que nós pagamos ao parque. Resgates de helicóptero não estão incluídos.

Vocês recomendam o uso de Diamox?

Não para o Kilimanjaro. Em montanhas de altitudes mais extremas como as do Himalaia ou Karakorum recomendamos sim o uso de Acetilzolamida ou Diamox. Esta droga parece realmente funcionar durante o período de aclimatação. Em montanhas secas e relativamente baixas como o Kilimanjaro por exemplo, o custo x benefício é baixo. Os danos causados pela desidratação deste diurético são maiores do que os benefícios. No entanto usamos esta droga no tratamento de doenças. Leia mais à respeito aqui: http://altamontanha.com/Artigo/1274/remedios-e-tudo-sobre-altitude

Qual a porcentagem dos seus clientes faz cume?

É difícil dizer pois tudo depende do estado físico dos mesmos e do tempo. Porém numa montanha como o Kilimanjaro pela rota Machame geralmente alcançamos 90% de cumes.

Onde vamos ao banheiro na montanha?

Todos os acampamentos do Kilimanjaro tem banheiros de madeira ou alvenaria. Estes são latrinas ou “banheiros turcos” e os femininos são privadas.

E se eu quiser alugar equipamento?

É muito fácil alugar equipamentos em Moshi, no entanto a qualidade das coisas não é lá grande coisa… Confira a lista de equipamentos necessária antes de comprar qualquer coisa. O aluguel pode ser pago em dólares ou cartão de crédito. Os preços variam, mas é mais ou menos assim:

  • Mochila: U$12
  • Balaclava: U$6
  • Saco de dormir -25C: U$40
  • Capa de chuva: U$18
  • Duffel/Saco marinheiro: U$6
  • Bastão de trekking: U$12
  • Polainas: U$8
  • Lantera de cabeça: U$8
  • Luvas: U$6
  • Blusa Fleece: U$5
  • Anorak Goretex: U$12
  • Calça Anorak: U$12
  • Botas: U$9
  • Calça Fleece: U$6
  • Jaqueta de Pluma local: U$8
  • Gorro: U$6

Qual a temperatura que o meu saco de dormir deve agüentar?

Recomendamos uma saco de dormir com temperatura confortável de -15ºC. Lembrando que a temperatura noturas desta montanha no verão pode chegar aos -20º do lado de fora da barraca.

Maximo Kausch

Fundador e guia de expedições

Maximo Kausch nasceu na Argentina e se mudou para o Brasil ainda quando era criança. Ele escala há 15 anos e se especializou em montanhas de altitude. Durante suas expedições, Maximo conheceu algumas das mais remotas escaladas do planeta e visitou mais de 25 países.

Recentemente Maximo se tornou o recordista mundial de montanhas de altitude ao conquistar o cume de 83 montanhas com mais de 6000 metros de altitude nos Andes. Por isso Maximo Kausch foi escolhido o Aventureiro do Ano em 2013. Ele é um dos alpinistas com mais experiência no mundo.

Maximo é atualmente o guia de montanha mais experiente do Brasil. Ele já liderou 11 expedições em montanhas com mais de 8000 metros, as maiores do planeta, e algumas dezenas de expedições de montanhas com mais de 6000 metros de altitude.

Trata-se de uma pessoa extremamente calma, mesmo diante de situações de emergência nas quais muitos perderiam a calma. Em suas expedições ele sempre está focando em um bom plano de aclimatação brindando assim muita segurança.

Ele literalmente passa a maior parte do tempo em grandes altitude guiando montanhas no Himalaia e Andes. Como guia ele trabalha para a empresa americana SummitClimb.com.

No seu tempo livre Maximo escala rocha e pratica escalada mista em montanhas remotas. Ele conta com pelo menos 85 ascensões nos Andes e várias outras nos Alpes, Pamires e Himalaia. Em 2012 Maximo iniciou um projeto inédito e escalou sozinho 30 montanhas com mais de 6000 metros totalmente sozinho.

Maximo gosta muito de escrever e é um dos maiores contribuidores do portal AltaMontanha.com. Além de seus artigos, Maximo contribui muito para o montanhismo, disponibilizando todas as rotas de montanhas que escala em forma de mapas virtuais para GPS no site Rumos.net.br.

Ele é treinado em primeiros socorros em áreas remotas (WFR) e já participou de mais de 10 resgates em grandes altitudes. Esse possui grande experiência em medicina de montanha e já realizou diversos procedimentos clínicos em grandes altitudes. Maximo tem diversos artigos relacionados à altitude como: fisiologia, drogas, problemas oculares, odontologia, espectro bacteriano e muito mais…

Além disso ele tem uma grande experiência em logística e recursos humanos em montanhas. Ele já conduziu expedições com até 15 trabalhadores e 5 toneladas de equipamentos, colocando centenas de clientes no cume de diversas montanhas.

Premiações

Recorde Mundial: Recentemente Maximo se tornou o recordista mundial de montanhas de altitude ao conquistar o cume de 70 montanhas com mais de 6000 metros de altitude nos Andes.

Mosquetão de Ouro 2015: Pedro Hauck e Maximo Kausch, que moram em Curitiba PR, levaram o prêmio por terem finalizado em 2014 a escalada de todas as montanhas acima de 6 mil metros na Bolívia.

Aventureiro do ano em 2013: Maximo recebeu o prêmio de aventureiro do ano em 2013 pela revista Go Outside pelo seu inusitado projeto de escalada à todas as montanhas com mais de 6000m.

Destaque do ano de 2013: A conceituada revista Blog de Escalada elegeu Maximo Kausch como destaque de 2013 devido à quantidade de escaladas que o alpinista realizou em 2013.

Projeto de destaque em 2014: A Mount Everest Foundation escolheu o projeto de Maximo Kausch e financiou a etapa de exploração de montanhas virgens com mais de 5000 metros de altitude.

Destaque do ano de 2015:  O site Blog de Escalada, um dos principais meios de comunicação do outdoor brasileiro, elegeu Maximo Kausch como o maior destaque no cenário do montanhismo de altitude. LEIA MAIS

Mais sobre Maximo Kausch

Perfil de Maximo no Wikipedia (português)

Perfil de Maximo no Wikipedia (inglês)

Colunista da Go Outside

FanPage no Facebook

Página de Instagram

Coluna no Blog da SPOT Brasil

Coluna na Makalu Outdoors

Perfil na SummitClimb.com

Algumas rotas de GPS publicadas no Wikiloc

Pedro Hauck

Fundador, guia de expedições e instrutor de rocha

Atleta apoiado pelas seguintes marcas:

thulehard

Pedro Hauck é geógrafo, mestre em Geografia Física, doutorando em geologia e montanhista há 18 anos. Ele já ministrou diversos cursos de escalada para o Ginásio 90 Graus de São Paulo e para o CPM (Curitiba-PR), além de cursos personalizados, ensinando centenas de pessoas a escalar. Pedro é hoje um dos alpinistas mais experientes do país. Só nos Andes ele conta com pelo menos 50 expedições e 46 cumes com mais de 6000 metros de altitude.

Ele é colunista e editor do Site AltaMontanha.com, um dos principais meio de comunicação do montanhismo em língua portuguesa, sendo um dos montanhistas que mais colaborou com a divulgou de conhecimento do montanhismo.

Participou voluntariamente da organização do montanhismo brasileiro. Tendo atuado como diretor de escalada do Clube Paranaense de Montanhismo, assim como da Federação Paranaense de Montanhismo e Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada.

Já participou de uma dezena de expedições à montanhas andinas, tendo alcançado cume em cerca de 85 montanhas de altitude. Em setembro de 2014 Pedro concluiu a escalada de todas as montanhas com mais de 6000 metros de altitude na Bolívia. Trata-se de 14 montanhas, muitas delas técnicas. Pedro concluiu o projeto sem apoio e sem ajuda de terceiros. Trata-se de um dos alpinistas de altitude mais experientes do país. Em pelo menos uma dezenas de cumes, Pedro foi o primeiro brasileiro a alcançá-los. Atualmente ele tem 46 montanhas acima de 6 mil metros no curriculum.

Ele possui ampla experiência em escalada em rocha no Brasil, já tendo escalado em diversos Estados, desde o Rio Grande do Sul até o Nordeste.

Premiações

Mosquetão de Ouro 2017: Em 2016, o montanhista Pedro Hauck liderou a expedição à montanha mais alta dos Andes ainda inédita a brasileiros, o Cerro Bonete Chico (6759m) e com ela também se tornou o primeiro brasileiro a escalar as 5 montanhas mais altas dos Andes. Em 2016 ele alcançou o cume de pelo menos 7 montanhas nunca escaladas por brasileiros e acumulou 20 ascensões a montanhas nos Andes. Com estas montanhas, Pedro chegou a 85 cumes em montanhas andinas, destas 46 montanhas diferentes acimas de 6 mil metros. A maior parte destas expedições foram feitas com recursos próprios, de maneira autônoma e independente.

Mosquetão de Ouro 2015: Pedro Hauck e Maximo Kausch, que moram em Curitiba PR, levaram o prêmio por terem finalizado em 2014 a escalada de todas as montanhas acima de 6 mil metros na Bolívia.

Projeto de destaque em 2014: A Mount Everest Foundation escolheu o projeto de Maximo Kausch e financiou a etapa de exploração de montanhas virgens com mais de 5000 metros de altitude.

Mais sobre Pedro Hauck

Página de Wikipedia do Pedro Hauck

Fanpage no Facebook

Página de Instagram

Site Pessoal

Coluna no site da Go Outside

Curriculum de montanha de Pedro Hauck

Mapa

Custo

O custo total da expedição é de U$ 3350, entre em contato para detalhes sobre formas de pagamento. No final do itinerário, U$500 do seu pagamento serão doados na presença de todos os membros da expedição.

O que está incluído:

  • Liderança de Maximo Kausch, o guia de montanha com mais experiência no país
  • 1 guia assistente para cada 3 membros da expedição
  • 1 carregador por pessoa levando um duffel de até 15kg
  • Ajuda para alugar equipamento em Moshi
  • Todas as permissões burocráticas no parque nacional Kilimanjaro
  • Transporte do aeroporto para o hotel e vice-versa
  • 4 noites em hotel 3 estrelas com café da manhã – os quartos são compartilhados por cada 2 ou 3 membros da expedição
  • Transporte de Moshi até Machame
  • Transporte de Mweka até Moshi
  • Todas as jantas, lanches de trilha e cafés da manhã em todos os dias de montanha (detalhes no itinerário)
  • Pernoite em barracas, 2 pessoas por barraca
  • Colchonete grosso em todas as noites na montanha
  • Fogareiros e gás em todos os acampamentos

 

O que não está incluído:

  • Passagem aérea desde o Brasil
  • Safari de 5 dias após a expedição (U$ 1750) – comunique o atendimento se houver interesse
  • Equipamentos pessoais de montanha
  • Aluguel de equipamentos em Moshi
  • Gorjetas ao staff 250~350 USD, leia em Perguntas Frequentes
  • Devolução de dinheiro em caso de abandono
  • Seguro de viagem
  • Visto de entrada na Tanzânia U$50 por pessoa
  • Custos de excesso de peso para cargas com mais de 15kg
  • Almoços e jantas em Moshi
  • Reembolso em caso de perca de equipamento por roubo ou fenômenos climáticos